Continue a nadar

maio 31, 2019


Todos os dias temos um novo recomeço, de fazer algo novo, diferente, de tentar, qualquer tipo de recomeço. 2019 não tem sido um ano fácil para mim, acho que para todo mundo, muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo, muitas noticias ruins, índices alto de desempregos, direitos sendo levados,  política indo de mal a pior, entre outras coisas que acabando deixando tudo em uma vibe muito ruim.
Me considerava uma pessoa positiva, que sempre tentava ver o lado bom das coisas, mas esse ano levei tanta rasteira que me fez perder toda essa good vibe. Todo dia que acordava olhava as redes sociais só tinha notícia ruim, olhava a minha volta só coisas ruins acontecendo, entrava no instagram e via uma vida que não era real. Tempos sombrios. Tentei manter o blog, mas não estava sendo real comigo mesma então seria real com algo que estava criando. 
Nunca procrastinei tanto na minha vida, sempre pedia para que houvesse mudança, mas sempre fazia as mesmas coisas, não me movia para nada que essa mudança acontecesse e culpava tudo ao redor. Isso começou a virar uma bola de neve enorme,acabei me afastei das pessoas que eu gosto, evitava sair a todo custo, apenas fazia os trabalhos da faculdade e só. Uma coisa foi puxando a outra, quando vi estava completamente vazia. 
Mas aconteceram tantas coisas nos últimos dois meses que me fizeram aos poucos acordar para vida, comecei a ter ideias legais para criar - uma história que está a caminho- aos poucos tudo ia se encaixando... Todas essas coisas que aconteceram doeram em proporções tão grande, algo que nunca tinha sentido e tive que lidar com cada uma delas sozinhas porque não dependia de ninguém além de mim, por mais que tive suporte de pessoas incríveis, mas só eu podia cuidar para superar isso.
E isso me ensinou grandes lições, mas algumas delas vou levar pra sempre comigo: tudo está acontecendo hoje, não adianta eu idealizar com o amanhã se hoje não estou fazendo nada para que isso aconteça; a vida não vai está tudo bem sempre, alguns momentos vai doer tanto que parece que o único jeito é desistir, mas depois que tudo isso passar, que pode durar horas, dias, semanas ou até mesmo meses, você vai perceber o quanto aquilo te fortaleceu. Não estou querendo romantizar a dor, claro que eu queria alcançar meus objetivos sem dor algumas, mas na prática é muito diferente e nós temos duas opções: desistir e nós afogar no mar de dores ou continuar a nadar e chegar na praia.

Última coisa: nunca diminua suas dor, pela primeira vez na vida eu vivi minha dor e hoje me sinto um pouquinho mais forte.  

Veja mais postagens como essa!

0 comentários

Postagens Populares

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *