mais uma primavera

março 31, 2021

 

flores rosas claro


Depois de um ano de pandemia a única coisa que eu penso é álcool em gel, máscara, distanciamento social, ficar nervosa com todo mundo que tosse perto de mim e sim vai a longa lista de coisas que temos que pensar nesse tempo. Se eu achava que era difícil ler notícias e ver noticiários a trés, dois anos atrás imagina agora. Poucas coisas fazem a gente dar aquele suspiro de alívio e muita coisa faz a gente surtar e querer ir para Marte, ter inveja de lugares que covid não tem mais casos.

Nesse meio tempo de dias difíceis voltei a fazer terapia, grande privilégio meu na pandemia, que me fez pensar mais em mim e saber quais são os meus limites e quais posso ultrapassar e quais devo ficar longe, tem sido uma experiência doida e ao mesmo tempo louca, porque consigo ver direitinho meus altos e baixos, o que me causa eles na maioria das vezes. É um processo louco.

Esse mês, março, fiz 23 anos, 23 primaveras, 23 voltas ao sol e mais um ano comemorando aniversário na pandemia, mais um ano viva em um ano muito louco. Acho que hoje posso dizer que estou reconhecendo o que gosto, do que gosto de fazer, me questionando o que quero fazer da vida, descobrindo que amo yoga e meditação que são duas coisas que me animam e me trazem a mim.

Vida tem se tornado um pouco menos complicada, parei de cobrar as pessoas ao meu redor, um pouquinho na verdade, entendi que pessoas tem suas próprias vida e elas estão vivendo elas, acreditar em uma crença que realmente faz sentido para mim, entender que não dá para se curar onde se machucou, que tem um grande equilíbrio em gastar tudo e economizar tudo.

Entender as minhas dores, entender qual é meu limite para as coisas. Entender que posso sonhar o quanto quiser, mas se quiser realizar tenho que colocar a mão na massa. Se manter pé no chão. Entender que tem dias tristes e viver cada um deles e depois seguir em frente. Entender que não posso mudar o mundo, mas ajudar coisas que fazem sentido para mim. Um passo de cada vez.

Se a Fabiana que criou esse blog um dia lesse que ela não sofreria por tanta coisa que era super importante para ela com certeza iriamos rir muito, mas o resumo disso é maturidade, ou uma parte dela.

Estou escrevendo isso porque daqui há 10 anos quero ler novamente isso e me surpreender o quanto amadureci mais ainda.

Fabiana de 23 anos agora gosta de filmes de super heróis, como coisas saudáveis na maior parte do tempo, ama imensamente o verão, ama praia e ama ficar com a família e amigos.


A vida é uma trilha muito doida.
Muita saúde para você que está lendo isso, se cuida! Lembre-se fica em casa!
Se perdeu alguém querido neste último ano para covid se sinta abraçado e todo meu amor para você!

Com amor,
Fabs!

Veja mais postagens como essa!

0 comentários

Postagens Populares

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *